Ao Entardecer: Schubert, Schostakovich | Orquestra Metropolitana de Lisboa

Metropolitana

Ao Entardecer: Schubert, Schostakovich | Orquestra Metropolitana de Lisboa, 21 mai 2017 17:00, Centro Cultural de Belém

AO ENTARDECER: SCHUBERT, SCHOSTAKOVICH
Orquestra Metropolitana de Lisboa

Domingo, 21 de maio, 17h00
Grande Auditório do Centro Cultural de Belém

F. Schubert Sinfonia N.º 8, D. 759, Incompleta
D. Schostakovich Sinfonia N.º 14, Op. 135

Larissa Savchenko, mezzo-soprano
Sergei Leiferkus, baixo-barítono

Maestro: Yan Mikirtumov

A 14.ª Sinfonia é uma profunda reflexão sobre a morte. Aos 62 anos de idade, quando enfrentava problemas de saúde que o mantinham isolado num hospital de Moscovo, Schostakovich entregou-se à composição deste ciclo de canções que aborda ostensivamente o assunto, sobre poemas de Lorca, Apollinaire, Küchelbecker e Rilke. Schostakovich não entendia a morte como um momento de passagem que lhe inspirasse ilusão. Sem lhe disfarçar o horror, a beleza que evocava era, afinal, a plenitude da vida.

À frente da OML, com dois cantores também russos, estará o maestro Ian Mikirtumov, que na primeira parte do programa nos traz a sinfonia mais popular de Schubert. Só com dois andamentos, a Incompleta ilustra a permanente insatisfação e o perfecionismo do compositor austríaco, já que foi escrita seis anos antes de morrer e nunca foi terminada. Podemos lamentar que assim tenha acontecido mas, se de perfeição se trata, bastam estas páginas para satisfazer o melómano mais exigente.

Ao Entardecer: Schubert, Schostakovich | Orquestra Metropolitana de Lisboa was last modified: août 12th, 2016 by Rennes
@Metropolitana Lisbon