Lisbon Companhia Nacional de Bailado – 9.º Festival ao Largo 29 juillet 2017 22:00-30 juillet 2017 00:00, Festival OPART – Festival ao Largo OPART – Festival ao Largo.

QUINZE BAILARINOS
« Quinze bailarinos » é uma versão para espetáculos ao ar livre do bailado « Quinze bailarinos e tempo incerto », estreado pela CNB em setembro de 2016, no Teatro Camões. « Quinze bailarinos » procura estimular a relação individual do espetador com a presença em palco de quinze bailarinos associados temporariamente a luz e som, mas sem o fio condutor de uma narrativa. Neste contexto, será o espaço sonoro concebido por David Cunningham a induzir o espetador a percorrer múltiplos caminhos individuais, próximos e longínquos, nem sempre reconhecíveis, porventura misteriosos, ameaçadores ou jubilantes. Até que ponto acontecimentos independentes mas simultâneos conseguem capturar a atenção de uma audiência e estimular a imaginação individual de cada um de nós? O trabalho coreográfico vai confrontar o público com os limites da sua imaginação. Levado por uma sucessão de imagens suscitadas pelo som, o espetador projetará a sua própria narrativa no confronto com a coreografia em que não se vislumbra qualquer teia dramática. Esta é a experiência que se oferece a um espetador emancipado que aceita o desafio de assistir a um espetáculo em que o aliciante papel de criador é oferecido à sua imaginação. – Rui Lopes Graça / João Penalva

Rui Lopes Graça – coreografia
João Penalva – direção e figurinos
David Cunningham – som

///

MINUS 16
Ohad Naharin é um dos mais reconhecidos coreógrafos contemporâneos, a nível mundial. Sobre « Minus 16 », o atual diretor artístico da companhia israelita Batsheva diz «não é um novo trabalho, é mais uma reconstrução: gosto de pegar em peças ou secções de peças minhas e trabalhá-las de novo, reorganizá-las criando a possibilidade de as ver sobre um outro ângulo. Isso ensina-me sempre algo novo sobre o meu trabalho e a composição. Nesta peça eu peguei em diferentes secções de diferentes trabalhos meus. Foi como se eu estivesse apenas a contar o princípio ou o meio, ou o fim de várias histórias os quais depois de organizados resultam num trabalho tão ou mais coerente do que o original.» Ohad Naharin

Ohad Naharin – coreografia e figurinos
Bambi – desenho de luz
Erez Zohar – assistente do coreógrafo
Colagem de composições de diversos autores música

+ http://bit.ly/2ulVW1F